Michael Jackson sofre parada cardíaca e morre em Los Angeles aos 50 anos

michaelMichael Jackson, considerado o Rei do Pop, morreu na tarde desta quinta-feira (25) após sofrer parada cardíaca e ser levado às pressas para o hospital UCLA Medical Center, em Los Angeles. O cantor de 50 anos não estava respirando quando os paramédicos chegaram à sua casa e deu entrada no hospital em estado de coma.

Cobertura completa: Jackson morre

A morte de Jackson foi confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles, Fred Corral, em entrevista à rede de TV CNN pouco antes das 20h30, horário de Brasília.

Ouça clássicos de Michael Jackson no especial Globo Rádio

“Posso dizer neste momento que fomos informados por investigadores do Departamento de Polícia de Los Angeles Oeste que Jackson foi levado (…) para o hospital. Ao dar entrada, estava sem os sinais vitais e foi declarado morto por volta das 14h26 esta tarde [18h26, horário de Brasília]”, declarou Corral à CNN.

Antes, o site do jornal “New York Times” publicou que uma autoridade da cidade de Los Angeles “afirmou que ele morreu à 1h07 PM, horário do Pacífico [17h07, Brasília]”.

Segundo o porta-voz do IML, uma autópsia “provavelmente” será realizada na sexta-feira. Ele preferiu não especular sobre a causa da morte, que será investigada pela polícia de Los Angeles.

Fãs de Michael Jackson choram na porta de hospital (Foto: Reuters/Mario Anzuoni )

“As coisas ainda estão acontecendo. Estamos nos comunicando com o hospital para transportar Jackson para nossas instalações, onde ele será examinado para determinarmos a causa da morte”, acrescentou. “Até onde eu sei, fomos informados por investigadores da polícia de Los Angeles que Jackson foi levado pelos paramédicos para o hospital com uma parada cardíaca severa, e que depois foi declarado morto”.

A rede de televisão Fox News afirmou que uma entrevista coletiva será realizada em breve no hospital.

O cantor e compositor Michael Jackson, 50, morreu às 18h26 (horário de Brasília) desta quinta-feira (25), após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, em Los Angeles. Segundo o jornal “Los Angeles Times”, os médicos do hospital da Universidade da Califórnia confirmaram a morte do cantor, que teria chegado ao local em coma profundo.

Madonna, Justmichael jacksonin Timberlake, Lenny Kravitz e mais artistas lamentam morte de Michael Jackson

Jermaine Jackson, irmão do cantor, se pronunciou publicamente às 22h10 (horário de Brasília) e disse que os paramédicos tentaram ressucitar Michael durante uma hora, sem sucesso. De acordo com o LA Times, Jackson não estava respirando quando os paramédicos chegaram a sua residência, em Holmby Hills, por volta das 12h20 (16h20, horário de Brasília). Michael recebeu uma massagem cardiopulmonar ainda na ambulância e seguiu direto ao hospital da Universidade da Califórnia, que fica a dois minutos da casa do cantor.

O cantor se preparava para uma série de 50 shows em Londres, que começaria em 13 de julho.

A temporada de apresentações, intitulada “This Is It”, estava originalmente marcada para começar no dia 8 de julho, mas foi adiada pelos organizadores em cinco dias por questões de logística.

Os adiamentos alimentaram as especulações de que Jackson estaria com problemas de saúde. Segundo a agência de notícias EFE, o presidente da produtora da turnê, Randy Phillips, avisou que o adiamento não teria “absolutamente nada a ver com a saúde” do cantor. Em dezembro do ano passado, o jornal sensacionalista “The Sun” publicou que Michael Jackson estaria com câncer de pele, mas a informação foi negada no mesmo dia.

Colocados à venda em março, os ingressos para as apresentações de Michael Jackson em Londres se esgotaram em apenas cinco horas. De acordo com cálculos da revista norte-americana “Billboard”, os shows poderiam render mais de US$ 50 milhões ao cantor.

Los Angeles, 25 jun (EFE).- Uma multidão crescente, formada inicialmente por centenas de admiradores, se concentrou na porta de entrada do hospital onde morreu hoje o cantor Michael Jackson para chorar a repentina morte do artista, aos 50 anos.

Os fãs do “rei do pop” começaram a chegar ao hospital da Universidade da Califórnia (UCLA) após saberem da notícia de que o cantor tinha sido internado por um problema cardiorrespiratório.

Em outros pontos do país também ocorrem concentrações espontâneas de fãs, como em Times Square, em Nova York, onde alguns admiradores observaram com lágrimas nos olhos as manchetes luminosas dando conta da morte de Michael.

Os serviços de emergência de Los Angeles receberam uma chamada telefônica às 12h26 locais (16h26 de Brasília) alertando para o fato de que necessitavam de uma ambulância no endereço do cantor, na região de Holmby Hills.

O artista não respirava quando chegaram os serviços de emergência, e foi levado ao hospital em estado de coma profundo, segundo o jornal “Los Angeles Times”.

Em declarações à “CNN”, um jovem visivelmente emocionado assegurou que a morte de Michael é para sua geração o que foi o falecimento de John Lennon em 1980.

Junto aos fãs do “rei do pop”, as equipes de TV e imprensa se concentraram ao redor do hospital para tratar de obter mais informações sobre a morte do cantor.

Espera-se que, diante das dificuldades para se ter acesso ao centro médico, muitos dos admiradores se aproximem da estrela que Michael possui na calçada da fama de Hollywood para depositar flores e acender velas.

– Michael Jackson tomava medicamentos, sob prescrição médica, para entrar em forma visando realizar uma série de concertos no próximo mês, em Londres, que marcariam sua volta aos palcos, informou nesta quinta-feira um advogado da família.

Jackson, que teve vários episódios com drogas de prescrição médica ao longo de sua carreira, tomava remédios devido as lesões que sofria durante os ensaios para seu grande regresso artístico, disse o advogado e porta-voz da família Brian Oxman.

Segundo Oxman, o uso destes medicamentos preocupava a família, já que vários membros do staff de Jackson tinham autorização para obter estas drogas.

O advogado comparou a situação ao caso da ex-modelo da Playboy Anna-Nicole Smith, que morreu de overdose de medicamentos.

“Isto não foi algo inesperado (…) diante dos medicamentos que ele tomava”, disse Oxman no hospital, ao lado de familiares de Jackson. “O pessoal em torno dele facilitava isto”.

“Não sei exatamente os remédios que ele tomava, mas as informações de que dispomos indicam uma ampla gama” de medicamentos, destacou Oxman.

Michael Levine, porta-voz de Jackson, também disse à AFP que “não ficou surpreso” com a morte do cantor.

“Juro que não fiquei surpreso com a trágica notícia de hoje. Michael seguia um caminho incrivelmente difícil e, com frequência, autodestrutivo, e isto ocorria há vários anos”.

“Seu talento era indiscutível, mas também era indiscutível seu inconformismo com as regras deste mundo. Um ser humano não consegue suportar tal nível de estresse”, disse Levine.

Jackson, 50 anos, morreu nesta quinta-feira de parada cardíaca em sua mansão de Bel-Air, em Los Angeles.

Paul McCartney, Madonna, Justin Timberlake e mais artistas lamentam a morte de Michael Jackson

O cantor e compositor Michael Jackson morreu nesta quinta-feira, 50 anos, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, em Los Angeles. Fora dos palcos há 12 anos, o músico estava prestes a iniciar uma turnê de 50 shows em Londres, que iria de julho até março de 2010.

Leia declarações de músicos sobre o “rei do pop”.

Sua música será sempre lembrada, e minhas lembranças de nossos momentos juntos serão felizes

Paul McCartney, ex-beatle que gravou “The Girl is Mine” e “Say, Say, Say” com o cantor

“Menino-homem com muito talento e alma sensível. É tão triste e chocante. Me sinto privilegiado de ter estado e trabalhado com Michael. Sua música será sempre lembrada, e minhas lembranças de nossos momentos juntos serão felizes.”
Paul McCartney, ex-beatle que gravou “The Girl is Mine” e “Say, Say, Say” com Michael Jackson

“Estou tão triste e tão confusa. Sinto todas as emoções possíveis. Estou desconsolada por seus filhos, porque sei que eram tudo para ele, e por sua família. Esta é uma perda enorme em muitos níveis. Não tenho palavras.”
Lisa Presley, ex-mulher de Michael Jackson

“O mundo perdeu um gênio e um verdadeiro embaixador não apenas da música pop, e sim de toda a música.”
Justin Timberlake, músico e dançarino

“Michael Jackson viverá sempre em meu coração como inesquecível e eterno. Hoje só se pode lembrar as coisas belas que Michael Jackson deixou para trás, em nosso mundo.”
Gloria Estefan, cantora cubano-americana

“Para mim foi um dos momentos mais emocionantes da minha carreira e nunca poderei agradecer a oportunidade que Michael Jackson me deu. A morte do cantor comoveu todo o mundo por sua contribuição ao mundo da música, onde revolucionou “o ‘beat’, a composição e o espetáculo.”
Laura Pausini, cantora que colaborou com Michael Jackson no tema “What more can I give – Todo para ti”, composto para arrecadar fundos aos sobreviventes e às famílias das vítimas dos atentados do 11 de setembro de 2001

“Tive o privilégio de conhecer pessoalmente Michael Jackson há anos e desde então construímos um relação de amizade doce e espontânea, justamente como ele era… Me impressionou seu modo de viver e de ver o mundo como uma criança. Após sua morte me faltará sua perspectiva única, mágica e inocente sobre a vida.”
Roberto Cavalli, estilista italiano que vestiu Michael Jackson recentemente

Não consigo parar de chorar. O mundo perdeu um grande artista, mas sua música vai permanecer para sempre.

Madonna, 50, cantora

“Estou triste porque ninguém poderá substituí-lo. Mas tenho certeza de que a luz que nos presenteou nos palcos continuará iluminando todos aqueles que o viram.”
Ricky Martin, cantor

“O incomparável Michael Jackson teve um impacto na música muito maior do que qualquer outro artista na história da música. Ele era mágico. Era o que todos nós lutamos para ser. Sempre será o rei do pop.”
Beyoncé, cantora

“Estou arrasado, muito, muito triste. Rezo para que sua alma esteja lá em cima agora.”
Uri Geller, paranormal e amigo íntimo de Michael Jackson

“Na história da música pop, há um triunvirato de ícones pop: Frank Sinatra, Elvis Presley e Michael, isso define toda uma cultura.”
Tommy Mottola, o ex-diretor da Sony Music que lançou os discos de Jackson durante 16 anos

“Não consigo parar de chorar. O mundo perdeu um grande artista, mas sua música vai permanecer para sempre.”
Madonna, 50, cantora, em declaração oficial

“Estou totalmente devastado por esta trágica e inesperada notícia. Michael tinha tudo: talento, graça, profissionalismo e dedicação.”
Quincy Jones, 76, produtor musical que trabalhou com Michael Jackson no álbum “Thriller” (1982)

“Nunca haverá outro talento como Michael Jackson. Se não fosse por ele, não estaria fazendo o que faço. Ele era música.”
Lenny Kravitz, músico

Com loucura ou não, renegando a cor e tudo mais, ele foi o cara que mostrou ao mundo não só a música preta mas a paixão pelo que faz.Michael young2

Sandra de Sá, 53, cantora

“O mundo perdeu uma de suas figuras mais influentes e icônicas. Desde suas apresentações com o Jackson Five à estreia do passo ‘moonwalk’ e do álbum ‘Thriller’, Michael foi um fenômeno do pop que nunca parou de impulsionar a criatividade.”
Arnold Schwarzenegger, governador da Califórnia

“A Fundação Nelson Mandela lamenta o desaparecimento prematuro de Michael Jackson. Seus seguidores no mundo inteiro lamentarão esta perda.”
Fundação Nelson Mandela, por meio de seu diretor, Achmat Dangor

“Fiquei muito triste com a notícia. O Michael Jackson fez parte da minha infância e foi um dos meus grandes ídolos. Na minha opinião seu talento musical era indiscutível. Penso que ele é como uma lenda: imortal vai ficar para sempre na história.”
Sandy, 26, cantora

“Foi o maior artista do mundo, o mais completo e talentoso. Ele me impressionava em tudo que fazia. Tenho muita coisa sobre ele e aprendi com ele. Li uma biografia dele que me ajudou a entender o fenômeno que foi. Os clipes dele me impressionavam e às vezes, me assustavam”.
Claudia Leitte, cantora

“Ele foi um dos maiores marcos da história da música. Pai de toda geração pop da atualidade. Fiquei muito triste. Espero que ele descanse em paz.”
Junior Lima, 25, cantor

“Lamento que um talento tão grande, tão incrível vá embora tão cedo -um talento que proporcionou grandes momentos. Vou sentir saudade do rei do pop.”
Gilberto Gil, 67, cantor e compositor

“É difícil falar do que eu sinto desde pequena. Sou fã desde o Jackson Five. Com loucura ou não, renegando a cor e tudo mais, ele foi o cara que mostrou ao mundo não só a música preta mas a paixão pelo que faz. A frase que me vem a cabeça é ‘limitar é humilhar o infinito’. E ele não humilhou o infinito ele o exaltou do jeito que ele mostrou a paixão pela música que fazia e pelo o que ele era. Foi um guerreiro. Quem no mundo não saca a música, a dança e o que ele pensava?”
Sandra de Sá, 53, cantora

“Estou em choque, como todo mundo deve estar. Meu coração e meus pensamentos estão com sua família neste momento difícil.”
Priscilla Presley, mãe de Lisa Presley e ex-sogra de Michael

“Meu Deus. Michael Jackson. Pobre alma castigada.”
Stephen Fry, ator, por meio de seu Twitter

“A primeira coisa que me lembro quando falo de Michael Jackson é de “Thriller”, o grande disco de Michael Jackson, quando comecei tocar nas pistas, em 1982. Na minha opinião, Michael foi um cara importantíssimo não só dentro da música negra mas também ícone da música pop. Apesar dos altos e baixos de sua carreira, sua obra justifica seu talento.”
Kid Vinil, 54, músico

“Sempre foi meu sonho, desde menininha, conhecer o Michael e cantar com ele. Atirem a primeira pedra quem, que viveu na década de 80, não tentou imitar a coreografia do Thriller!! :-) Independentemente da (louca) vida pessoal dele, Michael (sim, todos nós nos sentíamos íntimos desse moço incrível que escreveu boa parte da história musical desse mundo!) foi e sempre será um grande ídolo por conta da sua musicalidade e criatividade. Sua obra estará sempre aí para quem quiser aprender sobre música, dança e performance! Michael Jackson será sempre meu grande ídolo. Que este espírito de luz, que fez a alegria de milhões de pessoas espalhadas pelo mundo, descanse em paz.”
Luciana Mello, cantora

“Michael Jackson foi tudo pra mim. Uma referência importante desde as músicas do ínicio da carreira como “Ben” e “I’ll be There” até um sucessos como “Billie Jean” que canto no meu show. Era um cara assim, onde tudo se encaixava, era tudo nato, cantava e dancava divinamente e não pensava no marketing. Era um artista completo.”
Daúde, 47, cantora

“Michael Jackson teve importância tanto no Jackson Five como em sua carreira como artista individual. Agora, longe de polêmicas, sua música vai sobreviver assim como a música Elvis Presley, Frank Sinatra, Ray Charles, Bob Marley… Ele ajudou a música do Olodum, da Bahia e do Brasil com a divulgação do clipe “They Dont Care About Us”. Esse clipe passou em 181 países do mundo e foi visto por cerca de 5 bilhões de pessoas. Dificilmente um artista brasileiro vai conseguir dar essa visibilidade ao Brasil nos próximos 20 anos.”
João Jorge, presidente do Olodum que esteve com Michael Jackson na gravação do clipe de “They Don’t Care About Us”

“Jesus convidou o maior astro da cultura musical e de entretenimento mundial que ele mesmo criou pra cantar no céu. Acho que agora Michael Jackson descansará em paz.”
Alexandre Pires, cantor

“A música mundial se divide entre antes e depois de Michael Jackson. A dança contemporânea mundial também se divide em antes e depois de Michael Jackson. Ele é o mestre! Eu por exemplo, se não tivesse Michael Jackson, não teria enveredado para o hip hop. Minha porta de entrada para o hip hop é o break dance e o ícone da dança é o Michael Jackson. Independente dos defeitos ele é o mestre. Falar de Michael Jackson é fácil agora ser Michael Jackson é muito treta. Ser um artista mundialmente conhecido a partir dos cinco anos de idade não é pra qualquer um.”
Rappin’Hood, 32, músico

“Na hora que eu soube eu tinha acabado de sair de um sebo onde estava comprando o único single do Michael Jackson que eu não tinha, o “Hartbreak Hotel”. Na hora que eu estava no caixa pagando me contaram que ele tinha morrido. Estou passado até agora e não tô acreditando. Ele é minha maior influência. Lembro quando meu pai me comprou “Thriller” em 83. Ele é o único pop star que existe no mundo depois Elvis.”
Dj Marky, 34, que está em Chicago, EUA

*Com informações das agências AFP e Efe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: