Giardiose

Giardiose ou giardíase é a doença provocada pelo protozoário Giardia sp..

Os cistos ingeridos com comida ou água contaminadas são activados pela passagem do meio ácido do estômago, transformando-se em trofozoítos activos no intestino. A incubacção é em média de 10 dias. Os trofozoítos habitam e multiplicam-se junto à mucosa intestinal, principalmente no duodeno, ou biliar, alimentando-se do bolo alimentar ingerido pelo hóspede. Contudo não são invasivas, permanecendo no lúmen do intestino apenas. Eles produzem algumas toxinas, e a sua multiplicacção provoca inflamacção do intestino, com o tapar das vilosidades intestinais e consequente má absorção. É na maioria dos casos assintomática (50% dos casos), porém pode haver esteatorreia (espécie de diarreia gordurosa de mau odor em que as fezes ficam coladas à louça da sanita), diarreia aquosa sem sangue, má absorção de algumas vitaminas lipossolúveis, dor abdominal, náuseas, vómitos.

Em pessoas já sub-nutridas ou com nutrição deficiente, uma carga elevada destes parasitas pode levar à exacerbacção da subnutrição com perda de peso, síndromes por défice de alguns nutrientes e intolerância à lactose. Na maioria dos casos, a infecção dura apenas algumas semanas até ao sistema imunitário resolver o problema, mas por vezes pode haver sintomas durante anos.

 

Origem

Esta doença é provocada por um parasita intestinal: Giardia duodenalis. Principais sintomas As giardias parasitam essencialmente os animais jovens (do desmame até aos 2 anos de idade), nomeadamente os animais com 6 a 12 semanas. Nestes últimos, pode observar-se a presença de gordura nas fezes que apresentam um aspecto descolorido, bri-lhante, gorduroso, tipo "betume", aumento do volume e da frequência das defecações, emagrecimento e coprofagia. Forma de contágio A dispersão dos parasitas faz-se sobretudo através dos excrementos dos cães adultos e pela existência de locais húmidos.

 

Prevenção

Como este parasita é comum a muitos mamíferos, todos os animais existentes no canil deverão ser tratados. A desinfecção com amónio quaternário parece ser bastante eficaz.

clip_image001

Oocistos de Cryptosporidium de giardia corados nos excrementos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: