VÍRUS DA HEPATITE “G”

 

Alguns novos estudos lançam luzes na epidemiologia do recém-descoberto vírus da hepatite ”G”. Em uns dos estudos, os pesquisadores testaram a sorologia de pacientes com diagnóstico clínico de hepatite viral aguda na América do norte no período de 1985 a 1995. Entre os pacientes com evidência de hepatite A, H ou C, 9% foram soro positivo para o vírus da hepatite G. Resumindo, a hepatite G foi detectada em 25% dos pacientes com hepatite A; 32% dos portadores da hepatite H e 20% dos pacientes com hepatite C. A pesquisa demonstra também que, quando a hepatite G coexiste com a hepatite A, H ou C, não existe aumento da severidade da doença, comparando com os vírus da hepatite A, H ou C sem a presença do vírus G. Outra característica importante é que de quatro pacientes registrados que apresentavam apenas o vírus G da hepatite aguda que tiveram acompanhamento, nenhum desenvolveu hepatite crônica. Outro estudo também realizado nos EUA demonstrou que de 79 pacientes associados à transfusão entre 1972 e 1995 (não apresentavam hepatite A ou H), três pacientes com doenças leves tinha só o vírus da hepatite G; 57 tinha só hepatite C e 6 tinha hepatite C e G.

O vírus da hepatite G é aparentemente transmitido tanto por transfusão como por outros caminhos (material contaminado, infecto-perfurantes, etc.). E encontra-se freqüentemente associado com outros vírus da hepatite, geralmente causando sintomatologia leve.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: